Redes Sociais
Rua Real da Torre, 206, Madalena - Recife - PE
(81) 3226-0761 | ideia@colegioideia.com.br

 

Últimas Notícias do Ideia

Enem: como é feita a correção da prova Titulo
05/Nov/14

Enem: como é feita a correção da prova

Com muitas fórmulas de matemática, elementos químicos e regras gramaticais para estudar para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014, nem sempre os candidatos se interessam em saber como é feita a correção das provas objetivas e da redação. Para a prova objetiva, a correção usa a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item. Assim, uma questão que grande parte dos candidatos acertou será considerada fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. Já o estudante que acertar um item com alto índice de erros ganhará mais pontos. Dessa forma, não é possível calcular a nota final apenas contabilizando o número de erros e acertos em cada uma das provas. Um candidato que acerta o mesmo número de questões que outro não terá necessariamente a mesma pontuação. O estudante só tem como saber a nota final no Enem quando todos esses aspectos forem avaliados. A correção da redação é mais simples e passou por mudanças no ano passado, já que na prova de 2012 um candidato obteve a nota máxima na redação, mesmo com a inserção de um trecho de receita de macarrão instantâneo no texto. O Ministério da Educação (MEC) definiu que se forem inseridos trechos indevidos, o candidato será eliminado. A redação é avaliada por dois corretores, sem que um saiba a nota atribuída pelo outro. No texto, são consideradas cinco competências: domínio da norma culta da língua portuguesa, compreensão e desenvolvimento do tema usando várias áreas do conhecimento; defesa de um ponto de vista; argumentos e proposta de intervenção para o problema e respeito aos direitos humanos, segundo o Guia de Redação para o Enem. O corretor deverá atribuir nota de 0 a 200 para cada uma das competências. A soma (da pontuação de cada competência) vai resultar na nota total, que pode chegar a 1.000 pontos. A nota final do candidato será a média aritmética das notas totais concedidas pelos dois avaliadores. Se entre as notas totais dos dois corretores houver diferença superior a 100 pontos ou de mais de 80 pontos em qualquer uma das cinco competências, a redação segue para um terceiro avaliador. Nesse caso, a nota final será a média aritmética das duas notas totais que mais se aproximarem. No caso de a discrepância continuar depois da terceira avaliação, a redação será corrigida por uma banca com três professores, que vai dar a nota final. A diferença de 100 pontos que leva a correção do texto para um terceiro avaliador é uma das mudanças que passaram a vigorar no ano passado. Antes, a diferença era 200 pontos. Desde o Enem de 2012, o estudante pode ter acesso ao texto da redação corrigido para fins pedagógicos, ou seja, apenas para ver como foi a correção por competência. Assim, o candidato não pode questionar a correção e pedir a revisão da nota, de acordo com o edital do exame. A redação deve ser um texto argumentativo e dissertativo de, no máximo, 30 linhas. Ao escrever o texto, o candidato precisa defender uma opinião sobre o tema apoiada em argumentos consistentes e, por fim, elaborar uma proposta de intervenção social para o problema apresentado. As provas do Enem serão aplicadas nos dias 8 e 9 de novembro.

FONTE: Agência Brasil

Confirmação de inscrição no ENEM  Titulo
27/Out/14

Confirmação de inscrição no ENEM

Os cartões de confirmação de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) estão disponíveis a partir desta segunda-feira (27) no site do Inep. Para ter acesso, o estudante deve o informar o CPF e a senha escolhida na hora da inscrição.

Também a partir desta segunda, os mesmos cartões começam a chegar pelo correio, no endereço informado na inscrição.

O documento de confirmação traz os dados pessoais do participante – nome, CPF, número de inscrição no ENEM, data, hora e local das provas, opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol), necessidade de atendimento especializado ou específico (quando houver) e indicação de solicitação de certificação do ensino médio (se for o caso).

Aqueles que acessarem o cartão pela internet deverão conferir as informações e imprimi-lo, se desejarem. Não é obrigatório levar o cartão no dia da prova. No entanto, é indispensável apresentar um documento de identificação com foto, como carteira de identidade ou de motorista.

Segundo o instituto, quem não receber o cartão, não conseguir imprimir pela internet ou constatar erro no documento, deve entrar em contato com o atendimento ao participante, no telefone 0800616161.

Caso cartões enviados pelo correio sejam devolvidos, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)entrará em contato com os candidatos por meio de SMS e mensagem eletrônica, por celular e e-mail.

As provas do ENEM serão nos dias 8 e 9 de novembro. 

UFPE DIVULGA PESOS DE PROVAS DO ENEM Titulo
15/Out/14

UFPE DIVULGA PESOS DE PROVAS DO ENEM

O Conselho Coordenador de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade de Pernambuco (UFPE) definiu na tarde desta segunda-feira (13) os pesos que as provas do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, terão para os 100 cursos oferecidos pela instituição. Ao contrário dos processos seletivos realizados até então pela universidade, a redação terá uma importância diferente para cada curso. No total, serão oferecidas 6.672 vagas em todos os campus da universidade para o próximo ano. Confira nos links abaixo as tabelas com os pesos:

» TABELA DE PESOS 1 » TABELA DE PESOS 2

O critério usado para definir os pesos se baseou nas disciplinas específicas aplicadas como segunda fase do vestibular pela Covest até o ano passado. Seguindo essa lógica, o curso de medicina – tradicionalmente um dos mais concorridos da instituição – fica com os seguintes pesos: redação (1), matemática (3), linguagens e códigos (2), ciência humanas (1) e ciências da natureza (3). Para todos os cursos, a soma dos pesos será sempre 10.

CONFIRA TAMBÉM » UFPE corrige tabela de pesos e notas mínimas dos cursos de letras » UFPE cria bônus regional e amplia cotas

Além dos pesos, as coordenações dos cursos também definiram uma nota mínima que o aluno deve tirar em cada prova. Esse critério funcionará como uma espécie de ponto de corte, e também varia de curso para curso. Assim, tomando mais uma vez medicina como exemplo, as notas mínimas são: redação (400), matemática (350), linguagens e códigos (100), ciências humanas (100) e ciências da natureza (300). Nos links das tabelas acime é possível conferir os pesos e notas mínimas dos demais cursos.

O anúncio dos pesos das provas vem a menos de um mês antes da realização do Enem, o que provocou muita ansiedade por parte dos alunos. “Tivemos que reunir representantes de 100 cursos de toda a Universidade e isso não é fácil. Ponderamos todas as implicações das mudanças feitas e tomamos a decisão conscientes de tudo. Acreditamos que o estudante que estiver preparado para concluir o ensino médio também vai estar preparado para passar por esse processo”, disse a pró-reitora Ana Cabral. 

Fonte: NE10 - 14/out/2014

 

NE 10 | Últimas Notícias

PARCEIROS

UFPE
SPORT
Rua Real da Torre, 206, Madalena - Recife - PE
(81) 3226-0761 - ideia@colegioideia.com.br
Redes Sociais
logo colegio ideia monocromatica
Fechar
Espaço Ideia

Acessar Espaço Ideia

Esqueci minha Senha

Aqui você acessa o Espaço Ideia. Coloque seu login e senha.

Se ainda não tem, faça o seu cadastro.

saiba mais Saiba mais cadastro Cadastro
Fechar
Espaço Ideia

Informações do aluno


saiba mais Saiba mais